Cap. 16 - Anos 1980

Foi um período duro para a família, a morte trágica do Nassif abalou muito os irmãos Mansur e Elias mas vida continua e aos poucos a rotina de trabalho voltou ao ritmo usual... na loja Helenice assume o lugar do Nassif como sócia, e em meados dos anos 80 seu filho mais velho Celso Nassif começa a trabalhar com os tios no lugar de seu pai Nassif.

 

 

Os anos 80 foram marcados por planos econômicos, foram quatro com o mesmo objetivo acabar com a inflação... nenhum deu certo... pelo contrário no final dos anos oitenta enfrentamos uma hiperinflação.

Em 28/02/1986 Plano Cruzado

Considerando que a inflação era inercial, ou seja, os preços eram recompostos de acordo com a inflação passada criando uma espiral de aumento.

Medidas adotadas:

1. Congelamento de preços

2. Nova moeda Cruzado (1000 cruzeiros = 1 cruzado)

Consequências:

Nossos pedidos de compra chegavam incompletos, e depois do prazo estipulado, ou seja, começou a faltar mercadorias, demanda crescente, consumo explodiu, os fabricantes não conseguiam matéria prima nos preços congelados, para driblar o congelamento mudavam ordem ou embalagem do produto, inflação volta causada pelo descontrole entre oferta e demanda.
O plano cruzado naufragou no segundo semestre de 86.

Em 22/11/1986 Plano Cruzado II

Uma vez que a causa da inflação era o descontrole entre demanda e oferta forma tomadas medidas para inibir o consumo.

Medidas adotadas:

1. novo congelamento de preços

2. aumento de juros

3. aumento de impostos

Consequências:

O congelamento pegou muitas empresas de surpresa a tabela de preços seria remarcada de acordo com os novos custos de produção, o que não foi possível o preço foi congelado, surge o ágio em alguns setores da economia, outros substituem produtos no mercado lançando novos com o preço atualizado... mais falta de mercadoria e mais inflação.

Nesta época para atender todos os clientes limitaram a quantidade máxima de produtos de muito giro para cada cliente, exemplo: bordado passa fita Arp ou Hoepcke 50 peças por cliente, renda Filó ordens 102, 105, 109 idem... etc.

Os clientes começaram comprar em varias lojas para completar seus pedidos, entraram muitos clientes novos que compravam em outras lojas assim como muitos clientes dos Irmãos Rayes foram para outras lojas completar o pedido.

12/06/1987 Plano Bresser

Novo congelamento de preços, para evitar ágio ou falta de produtos os preços seriam revistos a cada três meses.

A falta de produtos começa a se regularizar lentamente, mas a inflação represada por três meses chegava como uma bola de neve descendo a montanha: 363% a.a.

E, para fechar a década com chave de ouro:

Em 16/01/1989 PLANO VERÃO

Nova moeda: cruzado novo (NCZ 1,00 = CZ 1.000,00).

Para frear a inflação?

Medidas adotadas:

1. Congelamento de preços (mais uma vez!)

2. Aumento de juros para inibir o consumo

Consequências:

Resultado acabaram com a inflação...criaram a hiperinflação: 1.972% a.a.

Nesta época a demanda explodiu, as fábricas tinham uma tabela de preço por dia, as que dependiam de insumos importados nos enviavam duas tabelas de preços no mesmo dia tabela da manha e tabela da tarde.

Nos anos 80 a tradição da Irmãos Rayes como um dos maiores distribuidores da Renda Filó no país continuou, além dos modelos tradicionais da Filó a empresa começou a distribuir modelos exclusivos com cores diferenciadas que eram voltados para exportação.

 

 

 

Colaboradores:

Mercedes Paschoalin:

Natural de Santa Rosa de Viterbo/SP começou na Irmãos Rayes como balconista em 1969 depois passou para auxiliar contábil, aposentou-se em 1993 e mora em São Caetano/SP.

 

Olimpio Junqueira:

Natural de São José do Rio Pardo/SP nascido em 1911, trabalhou com o empresário e apresentador Silvio Santos no começo de carreira, iniciou no Irmãos Rayes em 1961 trabalhando até 1992 como chefe de expedição. Organizado e enérgico Olimpio trabalhava com uma lâmina de barbear na boca que usava para cortar os barbantes e fitas para embalar os volumes.

 

CÁTIA LENI GHATTAS:

Natural de Marília/SP iniciou na Irmãos Rayes em 1973 como auxiliar de vendas, depois foi promovida para vendedora, trabalhou na Rayes até 1990, saiu trabalhou na Koraicho e Aslan, e retornou para a Comercial Rayes em 2014.

 

 

Fornecedores:

Sinimbu:

Tradicional fabricante de fitas decorativas com fábrica em Nova Friburgo/RJ.

 

Hak

Fundada em 02/06/1958 em Nova Friburgo/RJ a Hak conta com uma área industrial de 18.000m2 sendo uma das principais empresas fabricante de sianinhas, passamanarias, cordões e elásticos do país.

 

Haco

Fundada em 1928 pela família alemã Conrad em Blumenau/SC a Haco é líder de mercado em etiquetas para vestuário produzindo cerca de três bilhões de etiquetas / ano e conta com cerca de 2.000 colaboradores diretos.

NOVOS NEGÓCIOS

SUPERMERCADO

Em 10/02/1984 Elias Rayes e os filhos Sandra, Alfredo e Ricardo inauguram o Dimer Supermercado, no bairro de Perdizes em São Paulo/SP.

Mesmo enfrentando os quatro planos econômicos e o setor de supermercados sendo o mais visado quando se fala em inflação o supermercado cresceu até 1988, ampliaram o mix dos produtos, aumentaram a área de estacionamento devido à demanda crescente, compraram veículos próprios para melhorar a logística, alugaram novo espaço para estoque.

Em meados de 1988 os irmãos tinham planos diferentes, Ricardo pretendia deixar o pais e já tinha o destino definido Austrália, Sandra queria mais tempo com a família e Alfredo dividindo-se entre a administração do supermercado e dos imóveis do pai, decidiu ficar com a segunda ocupação. Assim em 30/04/1989 encerraram o negócio.

LOTEAMENTO

Nos anos 80 os Irmãos Rayes começaram a trabalhar o loteamento Parque Esplanada,
Na área vendida para a Encol em 79 (quadras em sociedade com o Alberto Gammal) surgia uma vila com 864 casas um hospital e um prédio para administração da vila...e mais tarde tornou-se a cidade de Valparaíso de Goiás.

Boa parte desta cidade foi construída na área do Gammal & Rayes, Alberto reinvestiu o valor recebido em novas áreas na região e começou a lotear, os Rayes investiram 2/3 do valor em imóveis comerciais em São Paulo/SP e 1/3 comprando nova área na região,porem com outros planos: galpões para logísticas, aproveitando que estavam entra a rodovia Brasília/BH e a ferrovia.

O plano de uma grande área de galpões parecia promissor, os irmãos tinham boas experiências com construção e locação de imóveis comerciais, estudos de viabilidade de mercado iniciais apontavam êxito para este tipo de empreendimento, porém o projeto esbarrou no planejamento municipal que pretendia na época aumentar a população residente na cidade.

O tempo passou... a cidade de Valparaíso cresceu e uma nova oportunidade para imóvel com finalidade comercial surgiu nos lotes do esplanada III nos anos 90... a construção de um shopping Center.

Os irmãos Mansur e Elias gostaram da idéia, porém o investimento era alto, a operação teria que ser terceirizada e o risco do negócio eram grandes, na idade em que estavam não era hora de arriscar, assim preferiram vender a área e, adquirir novas glebas na proximidade do futuro shopping e ganhar com a valorização, assim foi feito... área vendida...nova área adquirida ... shopping construído... nova área valorizada e vendida rapidamente com um bom ganho , finalizando os negócios na região em 1999.

O amigo Alberto Gammal continuou com seus negócios na região de Brasília/Valparaíso e Luziânia, e tornou-se o maior loteador da região sendo homenageado pela prefeitura local por ter ajudado a desenvolver a região.

Falecido em 2014 seu esposa e filho continuam morando no Rio de Janeiro/RJ e mantêm os negócios em Brasília/DF através da empresa Alberto Gammal emp. Imobiliários.

 

 

O início da cidade de Valparaiso/GO nas glebas de Gammal e Rayes.

Sr. Mimura foi o administrador dos empreendimentos da famíla Rayes em Brasilia/DF.

 

Valparaíso em 2012

 

Área dos Rayes entre a rodovia e ferrovia planos para implantação de condomínio de galpões para logística.

Marcação em vermelho por Mansur.

 

Mansur em parte da área que seria para construção de galpões pelos Rayes.

 

Área dos irmãos Rayes planos de construção de galpões para locação comercial

 

Região do shopping no Esplanada III (Rayes)

 

Shopping em Valparaíso Esplanada III parte da área vendida pelos Rayes

 

Alberto Gammal recebendo justa homenagem: um dos maiores responsáveis pelo desenvolvimento da cidade de Valparaiso/GO.

 

Fazenda:

Mansur e Nassif eram muito unidos, com a morte do Nassif em meados de 1980, Mansur imediatamente desistiu da compra das duas propriedades que estavam sendo negociadas e depois de 02 anos em 1982 vendeu a Beira Rio encerrando a atividade agropecuária.

 

IMÓVEIS COMERCIAIS:

Os anos 80 foram marcados também por investimentos em imóveis comerciais, os irmãos Mansur, Elias e a cunhada Helenice adquiriram individualmente alguns imóveis nesta década.

Visionários e arrojados em 1986 os irmãos planejaram a construção de uma galeria comercial em um dos imóveis da família na Rua Barão de Duprat (região da 25 de Março) seriam cerca de 7.000 m2 de área total e 6.000 m2 de área locável com a previsão de 120 lojas de 50 m2 cada voltada para varejo de miudezas com alto valor agregado (bijouterias finas, semi-joias, eletrônicos, etc.), o projeto não saiu por restrição da lei de zoneamento municipal que não permitia a verticalização na região, o imóvel então teve sua área aumentada no limite permitido (cerca de 2.000 m2 de a.c.) e está locado para uma das grandes e tradicionais lojas da região.

A construção da galeria seria um sucesso pois a partir dos anos 90 a região foi invadida por este tipo de empreendimento, grandes lojas deram lugar para os "shoppings" repletos de boxes (a maioria de 10m2 a 35m2) o que contribuiu para a mudança do perfil dos compradores na região.

Atualizado em 20/08/2018

© 2015-2018 Irmãos Rayes - Todos os direitos reservados.

L2 Midia